Segue-te

Pensa! Existe uma quantidade de coisas que fazes e dizes diariamente mas que, no fundo, não concordas. Para quê? Porquê? Para quem? Contabiliza o número de vezes que tentas convencer-te que o caminho tem de ser esse, mesmo que não tires nenhum prazer em percorrê-lo. Aquilo com que nos deparamos hoje é resultado de uma vasta maioria a fazer aquilo que não gosta e não quer. Mas faz porque “tem de ser” e porque “a vida é mesmo assim”. Até que ponto é que cada um desenvolve o seu próprio modelo de felicidade em vez de adoptar o dos outros?

Seguir a maioria é uma falsa segurança. Seguires-te a ti próprio é uma verdadeira alegria. Arrisca. Ouve-te.        

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s