A Nossa Melhor Vida

Somos nós, é a nossa vez. não sei em que número vai, mas tem de ser o nosso. eu sinto que é! estou a ver que é, mas não te consigo mostrar. acreditas em mim?

Utopias existem para que possam ser alcançadas. e, de mangas arregaçadas (apesar do frio), iremos aproximar-nos delas. faz a mala, a vida vem aí.

Sangue novo anima sonhos velhos. velhos são os cacos que ficam para trás, porque para a frente não vou sozinho. vou comigo e connosco.

Andámos tanto sem sair do sítio. parámos agora para partir e rir. rir para a vida que só parte se nos despedirmos dela. acenamos de “olá”, nunca de “adeus”.

Nada vale a pena quando a alma é pequena. mas olha para nós, tão crescidos! de alma calma e com os nervos à flor do espírito, vamos voar.

As flores de plástico não são para regar e os milagres vêm disfarçados de dificuldades. há bens que vêm por bem e tu, meu bem, vens também. a melhor vida é a nossa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s