Adiante II

Desculpa-me a correspondência a dois tempos, mas esqueci-me de escrever algumas coisas. A pressa dá nisto e, como podes ver, aqui mais à frente a impaciência continua connosco. Antes de mais, espero que tenhas levado a sério o meu “p.s.” da última carta e continues vivo. E sabes ao que me refiro, não é só andar por aí a respirar.

Já te cruzaste, e vais continuar a cruzar, com inúmeras pessoas que não olham a meios para atingir os seus fins. E não é por serem cegas Miguel, mas sim porque têm falta de visão. Não entendem que se fizerem dos outros os seus degraus, não haverá corrimão que lhes valha. Por isso, com ou sem ajuda, constrói a tua escada. Olha a meios para atingires os teus fins, pois assim nunca cegarás os teus princípios.

Vais ver e ouvir muitas coisas que não vais gostar. Porém não será com a tua raiva que irás inverter as coisas. Usar o ódio para tentar mudar seja o que for é mais difícil do que apanhar a água da chuva que caiu no rio, por isso vê bem! Queres mesmo fazer a diferença Miguel? Não sejas contra tudo nem anti qualquer coisa. Vive a favor de algo para que nunca morras por nada.

Sabes qual é a pior coisa em mentir? É esqueceres que também estás a enganar-te. Nunca mintas a ti próprio por favor. Grita a tua verdade seja ela qual for! Inconveniente, bruto e chato serão adjectivos irrelevantes perante o rótulo de frontal. Mas não te esqueças duma coisa importante. Quando fores castigado por dizer a verdade, não deixes de acreditar nos provérbios populares. Eles continuam a ter a sua sabedoria.

Pensas tanto nas emoções que nem lhes dás oportunidade de sentirem-te. Para quê Miguel? Não é por estares sempre à defesa que não vais cair. O teu escudo de cartão não te vai servir de nada quando a onda de imprevistos te atingir. Assume as tuas imperfeições e eleva-te na tua fragilidade. Busca, por favor, toda a harmonia existente no teu ser. E, para fazeres das quedas algo esporádico, faz-me um favor. Coloca a razão e o coração em cada uma das extremidades da tua vara e encontra o teu equilíbrio na corda da vida.

 

P.s. – Se os teus sonhos ganharem a mania da perseguição não te assustes, é bom sinal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s