Semanada

A culpa não é tua. Isso que fique bem claro, mesmo para aqueles que se conformam com o escuro.
Nunca será fácil explicar-te isto. São tantos os dedos apontados a ti! Bocas não hesitam em expelir palavras pouco amistosas. Dedos, semana após semana, insistem em produzir frases a falar mal de ti. Existes, fazes parte, mas não és responsável por tudo isto.
A tua frontalidade magoa. Não estou a ver mais ninguém capaz de vestir o adjectivo “brutal” como tu. A verdade dói e, por vezes, aquela que tu carregas é brutal e assustadora. Por outro lado, consegues ser o início duma semana brutalmente fantástica. Serás bipolar? Não acredito.
Acordas toda a gente. Silenciosamente, amanheces e arrancas todos da cama. Despertas os que não querem, aqueles em que a falta de vontade provoca dor. Por outro lado, também acordas os capazes de esboçar um sorriso ainda antes de abrirem os olhos. A tua beleza é essa. Provocas aquilo que cada um carrega e que, teimosamente, insiste em não se libertar. Se a felicidade tivesse um despertador, acredito que serias tu.
No fundo, acredito que aqueles que estão em guerra contigo é porque simplesmente ainda não fizeram as pazes com a rotina. Entre o didático e o dramático escolho aquilo que tens para me ensinar. Obrigado por não passares despercebida.
Até para a semana, segunda-feira.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s